Flora e Fauna

O Chile tem um deserto que floresce. Condores na Cordilheira dos Andes e baleias azuis que reinam absolutas no mar.

jueves, 15 de julio de 2010  

De acordo com a UNESCO, oito das reservas mundiais  da biosfera encontram-se no Chile. As árvores e a água são atualmente elementos naturais extremamente importantes no planeta. Mais de 2.500 das 5.000 espécies de flora e fauna identificadas no Chile são endêmicas; ou seja, não se encontram em outro lugar do planeta. E as autoridades criaram uma rede de parques nacionais para proteger os ecossistemas existentes no país.

A diversidade da natureza chilena surpreende a quem a conhece pela primeira vez e continua deslumbrando os visitantes que chegam de todo o planeta. As características geográficas e sua extensão são fecundas e generosas.

O alerce (larício) é uma árvore que pode superar os 3 mil anos de idade e é a segunda espécie vegetal mais longeva do mundo. A flor nacional é o copihue.

Flora típica

O copihue é uma trepadeira da família das liláceas, suas flores são vermelhas, brancas ou rosadas, com pétalas carnosas e possui a forma de um longo sino. É típica das paisagens do sul do país, especialmente da região da Araucanía. O canelo é a árvore sagrada dos mapuche, povo nativo do Chile.

Na zona norte desértica e com falta de chuvas, crescem árvores como o tamarugo e o algarrobo (alfarrobeira). O fenômeno conhecido como deserto florido chama muito a atenção, com espécies como a añañuca e a pata de guanaco ou doquilla, junto com as plantas autóctones que crescem ocasionalmente quando ocorre alguma precipitação da chuva nos últimos meses de cada ano.

As árvores da zona da pré-cordilheira são o louro, o mañío, a luma, além do pinheiro e do eucalipto.  No sul, se encontram o cipreste, a araucária ou pehuén e o alerce, entre outros.

Fauna típica

As variadas espécies da flora e da fauna chilenas são identificadas por nomes que soam mágicos. O principal símbolo do escudo do Chile possui, de um lado, um condor andino, ave nacional que habita a Cordilheira dos Andes, e do outro lado um huemul (veado dos Andes), tipo de cervo que vive principalmente no sul.

A pré-cordilheira tem tanto pumas e raposas, quanto guanacos, lhamas, alpacas e vicunhas.  Na zona central  do país, não é estranho se deparar com colibris (beija-flor), inclusive em plena cidade de Santiago.

A costa está povoada de aves marinhas como o cormorão, o albatroz, o pelicano e a gaivota. Ao longo do litoral chileno, pode-se observar uma grande quantidade de lobos e leões marinhos, pinguins, golfinhos e baleias.  Dentre estas se encontra a maravilhosa baleia azul, o maior mamífero do mundo, que vive em águas chilenas, Está protegida desde 2008, ano em que foi proibida sua caça. Das 87 espécies de cetáceos que existem no mundo, 50% foram avistadas nas costas chilenas.

img_banner