História

História do Chile

Um país jovem que guarda vestígios dos primeiros seres humanos que habitaram a América há mais de 12.500 anos.

martes, 20 de julio de 2010  
Fundación de Santiago Fundación de Santiago (Photo:Dibam)

Em 1976, camponeses da zona de Puerto Montt, no sul do país, entregaram a Luis Wenger, jovem estudante chileno, enormes ossos de mastodonte. Este fato em particular se tornou notícia de impacto mundial, já que os restos correspondiam ao primeiro dos assentamentos de seres humanos da América Latina. O lugar é chamado Monte Verde e os vestígios têm, pelo menos, 12.500 anos de antiguidade.

Em tempos posteriores, diferentes etnias habitaram o território, como os atacameños, mapuches e onas, entre outras. Todas deixaram vestígios patrimoniais de enorme valor como suas línguas nativas.

No século XVI chegaram os primeiros conquistadores espanhóis, que enfrentaram a resistência dos povos aborígenes por 300 anos. A sociedade colonial derivou em desejos de independência que se tornaram realidade na segunda década do século XIX.

Já organizado como uma república, o Estado do Chile inicialmente se constituiu como um regime fortemente presidencialista atravessou por períodos de desordem interna, uma reação parlamentarista no começo do século XX, o aparecimento da classe operária e o surgimento de camadas médias, no marco de uma
crescente participação democrática.

O sistema político entrou em crise após um conjunto de reformas sociais durante os anos 70. Entre 1973 e 1989, foi governado por uma ditadura militar. Desde esse momento o país tem sido governado democraticamente e em 2006 Michelle Bachelet se tornou a primeira mulher em ocupar a Presidência da República.

img_banner