Reserva nacional Pingüino de Humboldt

Delfins, lobos marinhos além de belas e agradáveis praias é o que contém este destino visitado por quem aprecia e desfruta de uma grande variedade de fauna.

jueves, 22 de julio de 2010  
Reserva nacional Pingüino de Humboldt Reserva nacional Pingüino de Humboldt. Imagen: Nyrkx

A natureza impressiona com ilhas, delfins e limpas praias. Pode nos fazer pensar no Caribe, mas estamos a 114 km a noroeste de La Serena. É a Reserva Nacional Pingüino de Humboldt, um dos recantos mais formosos do Chile.

São 859 hectares invadidos todos os fins de semana por amantes da natureza que procuram tirar as melhores fotografias da fauna que habita suas rochas, costa e ilhas. Saindo de La Serena, a viagem de carro demora pouco mais de uma hora, e a chegada é antecedida por uma suave e serpeante trilha de areia que conduz a Punta de Choros, um emergente povoado de pescadores que recebe o turista com restaurantes, chalés e hotéis. Muitas pessoas chegam até aqui para observar os famosos Golfinhos Nariz-de-garrrafa, iguais ao ilustre Flipper, o clássico delfim da série de televisão.

Em Punta de Choros você tem que se registrar na Conaf, organismo que controla a reserva. O passo seguinte é contratar algum dos barcos que navegam diariamente até as jóias da Reserva, suas ilhas Damas, Choros e Chañaral.

A paisagem é diferente entre a costa e as ilhas; enquanto a primeira é desértica, a segunda possui rochas enormes, vários morros e praias de água cor turquesa.

A Ilha Damas é de 60, 3 hectares e grande parte de seu charme está nas praias brancas tipo Caribe. Porém, a água é muito fria devido a passagem da corrente de Humboldt, condição que pode desanimar os banhistas, mas deleitar a quem procura admirar a vida submarina. Prévio registro na Conaf pode-se acampar por uns dias. É imprescindível levar água potável e fogareiro a gás.

O passeio à ilha permite observar a fauna marinha, delfins, pinguins, lobos marinhos e diferentes tipos de aves. Com um pouco de sorte aparece alguma baleia. De qualquer maneira, trata-se de um lugar perfeito para a prática de mergulho. Em Punta de Choros trabalham, pelo menos, duas empresas que oferecem instrução e aluguel de equipamentos. Também há chalés e campings para quem quiser prolongar sua estada.

Perto de Punta de Choros, junto à costa, encontra-se a aldeia de pescadores Chañar de Aceituno e, na frente, a grande ilha Chañaral. Esta última possui e conserva uma extraordinária vida marinha, valiosa característica que aconselha proibir as visitas.

Foto por Nyrkx (obra do próprio) [Public domain, CC-BY-SA-3.0 undefined GFDL], undefined

img_banner