Vale do Elqui

O pisco, célebre aguardente do Chile, a Prêmio Nobel Gabriela Mistral, além dos céus abertos, ideais para a observação astronômica fazem desta uma zona muito famosa.

jueves, 22 de julio de 2010  
Elqui

A 90 km a leste de La Serena se encontra o Vale do Elqui, um planeta diferente. Seu nome se deve ao rio que desce da cordilheira até o mar e deslumbra por suas plantações de frutas e vegetais e pela observação astronômica de seus abertos céus noturnos. Ilumina com a prática da medicina alternativa, ioga e meditação. Não se surpreenda se na sua hospedaria ou hotel encontrar pirâmides ou piscinas com quartzo. Tudo isso forma parte do estilo local.

Por boas razões ganhou a fama de ser uma zona de singular energia. Algo assim como um irmão sul-americano do Tibete. Muitas pessoas acreditam nisso e aproveitam suas quebradas e os pequenos povoados para encontrar a paz além de um benéfico clima mediterrâneo. Porém, há mais ainda; a oferta do vale inclui esportes de aventura, observação das estrelas e degustações de vinho e pisco feito com as uvas que amadurecem nas ladeiras de seus morros.

A zona é perfeita para o ciclismo, caminhadas, windsurf e cavalgadas. Localizada entre morros que definem a vista panorâmica, a geografia oferece diferentes possibilidades para conhecê-la palmo a palmo.

Os cinco sentidos entram em ação ao visitar os observatórios astronômicos nos picos dos morros Pachón e Tololo, para admirar os céus mais claros do hemisfério sul; bem como as diferentes plantas de produção do pisco, destilado de uva produzido há séculos nas suas férteis terras.
A singular energia do Vale do Elqui parece se concentrar no morro Cancama. O mito diz que é a antípoda geográfica dos Himalaias. A crença popular afirma que a NASA teria medido a energia do morro, chegando a um valor de 1.500 mega unidades eletromagnéticas, a mais alta do planeta. Mito ou realidade, muitas pessoas começaram uma vida espiritual no vale, afastando-se para sempre do modelo tradicional de vida urbano.

De La Serena se pode chegar pela rota CH-41 e, na localidade de Rivadavia, vire à direita e siga pela D-485 que se adentra no vale.
Os ônibus chegam até Pisco Elqui e podem ser tomados em Coquimbo ou La Serena.

Atrações do Vale do Elqui

Um dia é pouco, mas talvez uma semana também não seja suficiente para conhecer o espírito de Elqui. Há muito para ver e sentir. Aqui estão as melhores dicas:

Represa Puclaro

A 21 km ao oeste de Vicuña, são 760 hectares inundados para acumular águas de regadio. É considerado um dos melhores lugares do Chile para praticar kitesurf e windsurf. Puclaro possui um ventilador natural e venta forte praticamente o ano todo.

Vicuña

É a maior cidade do vale, lugar de nascimento da poetisa Gabriela Mistral, Prêmio Nobel de Literatura em 1945. Há um museu dedicado à escritora. Também é recomendável visitar a planta de Pisco Capel, para conhecer de perto a produção do pisco em todas suas etapas. Seria imperdoável não passar uma noite no observatório Mamalluca.

A 9 km de Vicuña, o observatório astronômico de Mamalluca convida a observar o céu, estrelas, galáxias, planetas e satélites, com poderosos telescópios à disposição dos visitantes. As noites sem lua são ideais, já que a escuridão permite uma melhor observação. As reservas para a visita são feitas no escritório de Mamalluca em Vicuña. Gabriela Mistral 260. Tel. 51 – 411352.

Montegrande

Este é um povoado de casas senhoriais e grandes extensões de parreiras que o espera com diferentes restaurantes, centro de meditação e artesanato, entre outros a galeria Arte Zen. Junto à praça se encontra a fábrica do pisco Artesanos de Cochiguaz. O caminho que une Montegrande com Cochiguaz, em algum momento foi o centro das comunidades esotéricas que afirmavam ter contato com extraterrestres. Vale a pena conhecer o camping e a hospedaria Alma Zen, com piscina, cristal de quartzo e um Buda incluídos.

Pisco Elqui

Principal destino turístico do vale. Aqui estão quase todos os alojamentos e restaurantes. Trata-se de um pequeno e pitoresco povoado que mantém sua antiga arquitetura nas velhas casas e na capela Nossa Senhora do Rosário.  Próximo ao povoado está a destilaria mais antiga da zona, o Solar de Pisco Mistral, um centro que pode ser visitado somente com um tour programado. Não se pode deixar de conhecer o restaurante do Solar.

Terapias alternativas

A possibilidade de experimentar antigos e novos ritos, como a terapia com abelhas, além de reiki, banhos de tina com ervas e ioga. Tudo isso faz parte da identidade de Elqui.

Os mestres do vale afirmam realizar ritos ou sessões de cura graças a técnicas de medicina natural. Há terapias com abelhas, massagens metamórficas, reiki, aulas de meditação, rodas medicinais de fogo.

img_banner