Dados úteis

Artesanatos e souvenires

 A cultura mestiça se manifesta com simplicidade e refinada sofisticação. O artesanato chileno é  fina ourivesaria da omissão.

viernes, 23 de julio de 2010  
Artesania y Souvenirs

Gorro chilote de lã: é o equivalente local do gorro incaico. Só existe no Chile, e os chilenos têm tanta estimação por ele que até possui sua própria canção.

Poncho mapuche: é o resumo do espírito desta nação.

Moai de lápis-lazúli:
no Chile se faz de tudo com lápis-lazúli. Os moai, aquelas esculturas de pedra da Ilha de Páscoa, são muito cotizados.
 

Mercados em Santiago

No Chile, o artesanato está fortemente influenciado pela cultura indígena. Os mercados oferecem grande variedade de produtos feitos de lã de alpaca e de ovelha, couro, greda (argila), madeiras, prata e cobre. Além de anéis, colares, moais, pombas, papagaios, alpacas feitos com lápis-lazúli. Esta pedra azul semi-preciosa se encontra somente em dois países do mundo: no Chile e no Afeganistão.

- Santa Lucía: Nas ruas Alameda com Carmen, no centro de Santiago. Metro Santa Lucía. Exatamente na frente do cerro Santa Lucia, existe um mercado mapuche.

- Patio Bellavista: entre as ruas Pío Nono e Ernesto Pinto Lagarrique, em Bellavista. Metro Baquedano. Há restaurantes, galeria de arte e várias lojas de artesanato moderno.
 
- Los Domínicos: Um clássico da cidade muito visitado todos os dias. Encontra-se na Avenida Nueva Apoquindo 9085 e se caracteriza por seus produtos de alta qualidade com preços mais elevados.

Existem vilarejos de artesãos em todo o Chile, mas o mais próximo de Santiago é Pomaire. Situado a 80 km ao oeste, pela Rota 78. É famoso não somente por seus potes, panelas, taças e pratos de argila escura, como também por sua comida típica, como cazuelas e empanadas gigantes. Os ônibus para Pomaire saem do Terminal San Borja. Metro Estación Central.

img_banner