Moradia

No Chile há alojamento para todos os gostos. Desde casas e apartamentos até habitações simples.

martes, 03 de agosto de 2010  
Santiago Santiago (Photo:Revista Placeres)

 - Viver em Santiago
- Comprar uma vivenda no Chile

O Chile tem uma das melhores políticas de moradia do mundo. Atualmente, sete de cada dez chilenos são proprietários de vivendas, e desde 1990 o déficit habitacional foi reduzido pela metade com a construção de quase 2 milhões de vivendas, tornando-se modelo para muitos outros países.
Os estrangeiros que chegam ao país não têm restrições para adquirir propriedades.
As ofertas de residências no Chile são variadas, bem como os valores. Em Iquique, uma cidade portuária do norte, se pode alugar uma casa por 150 mil pesos, aproximadamente 265 dólares. Pelo mesmo preço, em Santiago pode-se alugar uma kitchnete ou um apartamento de um ou dois quartos. Se você pagar quatro vezes mais, pode optar por uma casa grande, com piscina e jardins.
Ainda assim, as cidades chilenas são as mais baratas do mundo para viver. Global Property Guide realizou uma pesquisa em termos de metro quadrado com 112 urbes do mundo, e Santiago é a décima mais econômica e Concepción, no sul, ocupa o terceiro lugar.
 

Alojamento para estudantes

Estudar no Chile é um dos motivos que traz muitos estrangeiros ao país. Alguns são acolhidos em casas de famílias e praticamente se tornam outro filho ou filha do lar, por uma temporada.
Estas famílias, constituídas por profissionais da classe média, estão dispostas a serem anfitriãs em troca de um aporte econômico para a casa. Para um estudante estrangeiro este é um contato cultural interessante e um gasto menor facilitando a sua integração e proporcionando mais segurança e orientação.
A rede social de estudantes e professores, assim como o contato com outros chilenos proporciona informações sobre estas famílias.
Também existe o sistema de pensões ou residenciais, onde o visitante pode alugar uma habitação em um bairro perto do lugar de trabalho ou de estudo. Housing in Chile e Contact Chile são dois sites que oferecem diversas ofertas deste setor.
Outra opção são os apart-hotel, que oferecem apartamentos mobiliados e independentes por períodos longos, além dos tradicionais hotéis cujo nível de qualidade, comodidades e preços estão indicados pela sua qualificação em número de estrelas.
Para poder usar sem contratempos equipamentos eletrônicos que você trouxer é importante saber que a corrente elétrica de uso doméstico no Chile é de 220 V. É recomendável trazer adaptadores ou comprá-los em lojas eletrônicas no Chile.
 

Em família

Se a permanência for mais longa e junto com sua família, há apartamentos novos, de diversos tamanhos, e casas em bairros residenciais. Uma boa alternativa são os condomínios, com suas regras comunitárias internas de segurança, serviços e recreação.
Se você quer ter contato com a natureza, mas sem se afastar muito da cidade, pode optar por casas na costa ou na montanha que, fora da temporada turística, normalmente são econômicas.
No Chile existe uma extensa classe média e os seus bairros, em geral, são seguros. O residente, chileno ou estrangeiro, deve tomar as precauções lógicas de qualquer pessoa em qualquer parte do mundo para evitar problemas de segurança. Além disso, a polícia do país é respeitada pela população e possui um prestígio que a torna plenamente confiável.

img_banner