Moradia e alojamento

Viver em Santiago

 
Exceto casos particulares, na capital estão concentradas as principais atividades empresariais, acadêmicas e culturais.

martes, 03 de agosto de 2010  
Santiago Centro

- Comprar uma vivenda no Chile
- Moradia e alojamento

A capital é a cidade que recebe a maior quantidade de visitantes para trabalhar ou estudar e é o lugar das principais atividades administrativas. Embora tenham ocorrido algumas mudanças nas últimas décadas, o Chile ainda é um país centralizado.
A cidade de Santiago tem uma população que supera os cinco milhões de pessoas, e tem expandido consideravelmente o seu raio urbano, pois cada vez são mais os que querem viver na capital. Grande parte dos serviços educacionais, empresariais e comerciais do país se concentra na capital.
O setor mais antigo da cidade é o centro de Santiago e possui variadas atrações turísticas, como a Praça da Constitución, a Praça de Armas, o Parque Forestal e o Museu de Belas Artes. Nesta comuna, Lastarria e Concha y Toro são os bairros mais procurados para morar.
Santiago tem algumas construções antigas, sólidas, de grande beleza arquitetônica. Ultimamente tem aumentado muito a procura por apartamentos nesta zona, por ser central e oferecer preços convenientes.
A comuna de Providencia é uma das principais de Santiago, com uma tradição de classe média - alta. Neste setor, os bairros residenciais se misturam com as áreas comerciais. Suas ruas se caracterizam por terem muitas árvores e por misturarem estilos arquitetônicos, casas antigas e novos edifícios de altura. Por esta mistura de casas e edifícios também pode-se perceber que no bairro moram tanto famílias jovens quanto de mais idade.
É comum encontrar apartamentos de dois ambientes por US$300 dólares em edifícios que tem serviço de lavanderia, salas de cinema, piscinas, ginásios e churrasqueiras.

Opções sempre seguras

O setor de Ñuñoa e La Reina é o preferido por jovens universitários que alugam casas em grupo para reduzir os custos, principalmente. É um setor residencial de classe média, perto do centro de Santiago e que tem um bom nível de transporte. Além disso, por suas áreas verdes, cafés e restaurantes, Ñuñoa é uma comuna que mantém suas casas baixas e a sua identidade de bairro, onde conversar com os vizinhos enquanto se rega o jardim ou reunir-se na praça continua sendo parte da vida cotidiana.
Há outros setores de desenvolvimento sustentável, comunas-habitações de trabalhadores de classe média, como La Florida e Peñalolén. Lá existem condomínios que têm o seu próprio sistema de segurança e serviços práticos e recreativos comuns.
 Las Condes e Vitacura são bairros mais exclusivos, afastados do centro e residenciais em sua maioria, com grandes centros comerciais. Nestas comunas se concentra a parte empresarial e social da capital. Os preços dos aluguéis nestes lugares são muito mais altos do que em outros bairros.
Os setores e bairros mencionados proporcionam comodidades e segurança para viver, e têm ciclovias e áreas habilitadas para fazer cooper.
Por sua proximidade e pelo serviço apropriado de ônibus em combinação com o metrô, as casas e os apartamentos na praia também são uma opção para viver. Alugar uma casa de praia fora da temporada de veraneio pode ser muito econômico e tranquilo. Localidades da cordilheira, como o Cajón del Maipo,  próximo a Santiago, também é uma boa alternativa para aqueles que tenham mobilização própria.

img_banner