Revista norte-americana

Forbes situa o Chile entre os 25 melhores países para se fazer negócios

Esta publicação especializada norte-americana destacou o padrão de economia de livre mercado, o alto nível de comércio exterior e o prestígio que as suas instituições possuem.

miércoles, 04 de agosto de 2010  
 

O Chile apareceu no 23º lugar dentre os melhores países para se fazer negócios, no ranking correspondente a 2009 que a revista Forbes difundiu nos Estados Unidos.

O Chile se manteve entre os 25 mais competitivos da quarta edição desta lista, além de ser o primeiro de fala espanhola e o único latino-americano dos 50 mais destacados, pois o México só vai aparecer no 56º lugar.

Por segunda vez consecutiva, em primeiro lugar foi distinguida a Dinamarca, antes dos Estados Unidos, do Canadá, de Singapura, Nova Zelândia e Noruega.

A publicação destacou o modelo de economia de livre mercado que prima em seu país, o alto nível de comércio exterior e o prestígio que tem as suas instituições financeiras, assim como suas políticas que redundam na boa qualificação dos seus bônus soberanos.

A Forbes repassou os últimos 20 anos de história econômica nacional e enfatizou o aprofundamento da abertura com a assinatura de 67 acordos comerciais, como o realizado com os Estados Unidos em 2004, bem como o investimento estrangeiro quadruplicado nos últimos cinco anos, a US$ 17 bilhões em 2008.

Finalmente, a revista mencionou a política fiscal contracíclica do Governo, que contraiu o gasto público em períodos de bonança e o reativou em épocas difíceis, além de poupanças por US$ 20 bilhões, independente das reservas do Banco Central e as que o Estado tem assegurado no exterior.

img_banner