Destinos Clássicos

Ilha de Páscoa

Mil e setecentos anos de cultura numa ilha no meio do Pacífico. Os visitantes são recebidos pelos moais, enormes esculturas de pedra.

viernes, 06 de agosto de 2010  
Isla de Pascua Isla de Pascua (Photo: Sernatur)

Os melhores lugares da Ilha de Páscoa
Imperdíveis da Ilha de Páscoa

Longe do mundo e perto do paraíso está a Ilha de Páscoa, uma pequena ilha de 180 quilômetros quadrados no meio do Oceano Pacífico e a 3.256 quilômetros do território chileno. Vulcões extintos, praias maravilhosas e, sobretudo, enormes esculturas megalíticas chamadas de moais, transformaram o lugar numa espécie de enigma que atrai visitantes de todo o planeta.

Rapa Nui, seu nome em idioma nativo, preserva uma cultura com raízes que se remontam há 1700 anos. No ano 300 dC, correntes migratórias da polinésia originaram uma série de mitos e lendas que são transmitidas de forma vívida até os dias atuais. Especialmente a dança e a música tradicional, as festas, o idioma e os famosos moais, que são patrimônio da ilha povoada por quase 5 mil habitantes. Ao descer do avião, o visitante é recebido com um singular colar de flores, através do qual as pessoas de Rapa Nui demonstram seu calor e afeto ao recém-chegado.
A ilha foi descoberta por Jacob Roggenwen, em 6 de abril de 1722, dia da Páscoa de Ressurreição. Por isso o seu nome. Contudo, os nativos a chamam Rapa Nui, que significa Grande Rapa (Rapa é o nome de outra ilha), ou Te Pito Te Henua, que significa O umbigo do mundo. Anos depois, em 1888, Policarpo Toro tomou possessão do lugar em nome do governo chileno.

Na ilha existe somente um povoado, e várias opções para os que amam os esportes ao ar livre. Mergulho, surf, vela, canoagem, cavalgada e trekking, são feitos na sua geografia triangular de origem vulcânica. Evidência dessa origem são os três vulcões extintos cujos cones agora contêm lagoas e vegetação e que podem ser visitados facilmente. O maior é o chamado Maunga Terevakam, de 525 metros de altura, o Ranu Kau, de 324 metros e o Poike, de 352 metros.
Rapa Nui foi declarada Parque Nacional em 1935 e reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, no ano de 2005. É considerada o maior museu ao ar livre do mundo. Visitar a ilha é um verdadeiro presente e um prazer para os sentidos. Rodeados pelo azul das águas, se tem a sensação de estar realmente no umbigo do mundo.

img_banner