Flora

Desertos que florescem e cores exuberantes. A flora chilena parece reunir toda a beleza do planeta.  

viernes, 06 de agosto de 2010  
Flora Flora (Photo:Turismo Chile)

Otros idiomas

- Flora e Fauna

Destacam-se espécies nativas como a palmeira-do-chile, cujo habitat é a Cordilheira da Costa e o Vale Central. A flor nacional do Chile é o copihue e pode ser encontrado nas florestas do sul. É uma flor delicada em forma de sino, muito difícil de mantê-la em jardins.
No extremo norte há poucas plantas devido à aridez do deserto. Somente alguns tipos de árvores e cactos de estranhas formas. Recomenda-se organizar uma viagem para se maravilhar com os cactos candelabro, percorrer o caminho Chiu-Chiu Toconce, que se interna no altiplano e surpreender-se com essas singulares sentinelas no caminho.

Na zona do Atacama e do Elqui, também chamada de Norte Chico, ocorre um fenômeno muito interessante que é conhecido como o Deserto Florido.

Climaticamente, o evento está relacionado com o aparecimento do Fenômeno de “El Niño”, que implica um super aquecimento das correntes marítimas, causando um aumento nas precipitações. Quando chove no deserto, mais de duzentas espécies de flores surpreendem os visitantes.
Há que chegar a Freirina ou Vallenar, povoados de onde saem tours para ver flores singulares como garras de león, añañucas ou as impressionantes patas de guanaco e suas inconfundíveis manchas de cor violeta sobre o deserto multicolorido.

Outro destino recomendado é o Parque Nacional Fray Jorge, perto de La Serena, onde há uma pequena floresta relicta, igual às frias florestas do sul. As florestas de cactos gigantes são típicas da zona. É aconselhável não comprar artesanato feito com sua madeira, pois é proibido sair do país com ela.

As árvores mais longevas do planeta

A maior diversidade da flora se encontra no sul, destacando diversas samambaias, o bambu chileno que é conhecido como coligue e uma grande variedade de brincos-de-princesa e enigmáticas árvores como a araucária, que conviveu com os dinossauros. O cipreste-da-patagônia possui uma história própria, uma solene árvore de crescimento muito lento. Na chamada Patagônia Norte, identificaram uma espécie de cipreste-da-patagônia que poderia ser a árvore mais longeva do mundo.

Mais ao sul predominam as árvores como o coigüe de Magallanes e o ñirre.
A Antártida chilena está quase totalmente coberta de gelo. Portanto existem somente algumas espécies de musgo.

Do território insular chileno há que destacar o arquipélago de Juan Fernández e sua exuberante flora; única no mundo. Cerca de 62% das plantas do arquipélago são endêmicas, o que quer dizer que, no momento do seu descobrimento, seis de cada dez plantas não existiam em nenhum outro lugar do planeta. A busca do mítico Sândalo de Juan Fernández, hoje extinto, foi de especial interesse.
A flora da Ilha de Páscoa é, em geral, bastante limitada e predominam as espécies introduzidas como as bananeiras ou os abacaxis. Voltaram a introduzir o totomiro de Páscoa, um arbusto endêmico associado a relevantes ritos na cultura pascuense.

img_banner