Maior expansão em 14 anos

Economia chilena supera todas as expectativas ao crescer 7,1% em julho

Atividade marcou seu quarto mês consecutivo de alta, conforme o relatório mensal enviado pelo Banco Central.

viernes, 24 de septiembre de 2010  

A economia chilena registrou o crescimento mais alto em 14 anos durante julho de 2010, com uma expansão de 7,1%, segundo o Índice Mensal de Atividade Econômica (Imacec) divulgado pelo Banco Central do Chile.

O Presidente Sebastián Piñera disse que "a economia está se expandindo com força e vigor de uma maneira sã e sustentável. Isto significa que podemos prever que o Chile poderá recuperar a liderança, o dinamismo e a capacidade de crescimento que nossa economia havia perdido".

O ministro da Fazenda, Felipe Larraín, qualificou as cifras como uma marca importante no caminho à plena recuperação do Chile após o terremoto de fevereiro.

O secretário de Estado assinalou que a cifra foi mais alta que a prevista por analistas de mercado, pois esperavam que esta fosse ao redor de 6,5%. Além disso, dado que julho de 2010 teve um dia hábil a menos que o mesmo período de 2009, a taxa de crescimento poderia ter sido tão alta quanto 7,7%.

Larraín disse que esta análise tranquiliza-o mais ainda já que o Chile alcançará suas metas de crescimento deste ano, que é de 5%.