Investimento de US$ 28 milhões

Em Santiago será construído um parque de 22 hectares ao redor do rio Mapocho

O espaço urbano inclui áreas de jogos, uma lagoa de 10 hectares, restaurantes e uma fonte.

viernes, 28 de enero de 2011  
El río Mapocho cruza la capital de Chile, la ciudad de Santiago, de oriente a poniente.

Um ambicioso projeto de parque de 22 hectares ao longo do rio Mapocho, que atravessa o centro da cidade de Santiago, foi o anúncio feito pelo Presidente Sebastián Piñera.

Quase oito hectares corresponderão à margem do rio, já os 14 restantes incluirão áreas de jogo de uso múltiplo, uma quadra de futebol, um anfiteatro e restaurantes.

A parte central do parque Renato Poblete será uma lagoa artificial de aproximadamente quatro hectares, cuja profundidade variará de um a três metros, e uma fonte que lançará água a uma altura superior aos 80 metros.

O espaço se alimentará com as águas do rio Mapocho, que passarão através de quatro comportas, que regularão os níveis de água para prevenir inundações no caso de chuvas intensas.

O parque irá de leste a oeste perto da ponte Bulnes e ao norte do boêmio bairro Yungay e homenageará a memória do sacerdote jesuíta Renato Poblete, quem liderou o Hogar de Cristo por quase duas décadas. Esta é uma das instituições de beneficência mais importante do país.

O projeto para fazer o Mapocho navegável surgiu pela primeira vez no ano de 2000, impulsionado pelo então ex-senador Sebastián Piñera da Fundación Futuro.

Desenhado pelo arquiteto Cristián Boza, a ideia terá um custo projetado de US$ 28 milhões e será pago através de contribuições privadas.

img_banner