Relatório das Nações Unidas

O Chile está entre os 20 países que atraem mais investimentos estrangeiros

Balancete para 2010 cifrou em US$ 15 bilhões os montantes recebidos pelo país, que na região foi superado somente pelo México e pelo Brasil.

viernes, 05 de agosto de 2011  

Pela primeira vez em 2010 o Chile se posicionou entre os 20 países que receberam mais investimento estrangeiro direto (IED), de acordo à medição realizada pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad).

Com um aumento de 17% com respeito à temporada precedente e valores de US$ 15bilhões (US$ 2 bilhões adicionais em comparação a 2009), o país sul-americano melhorou sete posições no ranking, para ficar no 19º lugar global.

As razões desta escalada estão vinculadas ao "atrativo que se tornaram os países em desenvolvimento em geral e a América Latina em particular", comentou ao jornal La Tercera o gerente de Estudos da Câmara de Comércio de Santiago (CCS), George Lever.

Na América Latina, o Chile foi superado pelo Brasil (5º), que subiu 10 degraus ao atrair US$ 48 bilhões, e pelo México (18º), que captou US$ 19 bilhões e ascendeu três lugares no Relatório Mundial de Investimentos.

Os Estados Unidos e a China se mantiveram no topo do ranking, já Hong Kong ganhou um posto e ficou em terceiro lugar. Logo em seguida vem a Bélgica, o já mencionado Brasil, Alemanha, Reino Unido, Rússia, Singapura e França.

Globalmente, os fluxos do IED alcançaram US$ 1,24 trilhão (milhões de milhões) em 2010, o que representou um crescimento de 5%.

O Chile se destacou também entre as nações com maior potencial para o período 2011-2013, ao ficar no 18º lugar, em uma lista elaborada através de consultas às transnacionais, que foram lideradas pela China, pelos Estados Unidos e pela Índia.

Da mesma forma que o Peru, o Chile tem melhorado a sua posição como destino dos investimentos na América Latina “em grande parte graças à sua estabilidade, ao bom clima para o investimento, além de fatores macroeconômicos”, afirmou o relatório da Unctad.

Para ler o relatório completo, visite o seguinte vínculo externo  (em inglês)

Imagens gentileza Pedro Peanno

img_banner