Construída na China

Com estátua de 12 metros homenagearão os mineiros resgatados no Chile

Monumento poderia ser instalado na cidade de Copiapó assim que o salvamento dos 33 de Atacama complete um ano.

miércoles, 31 de agosto de 2011  

12 metros de altura e 20 toneladas de peso são as características do monumento que a Fundação Esculturas pela Paz no Mundo presenteará o Chile para homenagear os 33 mineiros resgatados no deserto do Atacama.

Forjada pelo artista chinês Yao Yuan, trata-se da segunda de 12 estátuas com as quais este organismo privado, com sede em Washington, pretende comemorar os grandes feitos da humanidade, como o fim da Segunda Guerra Mundial.

"Ninguém se lembra quem é o escultor da Estátua da Liberdade, mas ela se tornou um símbolo dos Estados Unidos. No futuro ninguém se lembrará quem esculpiu a obra que apresentamos hoje, mas esta se converterá em um símbolo da paz", disse o criador da obra, em declarações que foi reproduzida pela agência espanhola EFE.

A doação foi formalizada durante uma cerimônia na embaixada do Chile na China encabeçada pela autoridade máxima da delegação diplomática em Beijing, Luis Schmidt, à qual compareceu Maglio Cicardini, o prefeito de Copiapó, cidade vizinha à mina San José e onde se instalará a figura da Deusa da Paz.

Embarcado no porto chinês de Guangzhou no último dia 10 de agosto, estima-se que este monumento estaria chegando ao terminal de Iquique no dia 22 de setembro, para ser apresentado à comunidade no dia 13 de outubro, quando a bem-sucedida operação de salvamento completará um ano.

O resgate dos 33 trabalhadores, presos no dia 5 de agosto de 2010 a 700 metros de profundidade durante 70 dias, é também objeto de reconhecimento nos Estados Unidos, onde o Instituto Smithsonian recorda a epopeia com uma exposição no Museu Nacional de História Natural de Washington.

img_banner