No parque nacional Torres del Paine

Expedição chilena conquista emblemático pico da Patagônia

As temperaturas de -30º e os ventos de até 100 quilômetros por hora dificultam a subida ao cerro Paine Grande.

viernes, 16 de septiembre de 2011 Categoría: DestinosTop - Parques Nacionais
Expedición chilena conquista emblemática cumbre de la Patagonia

Os montanhistas nacionais que recentemente conquistaram uma das alturas mais difíceis da Patagônia do Chile tiveram que suportar temperaturas muito abaixo do ponto de congelamento e ventos capazes de derrubarem árvores.

María Paz Ibarra, Camilo Rada e Sebastián Irarrázaval foram os integrantes da expedição que alcançou o pico do cerro Paine Grande, o mais alto do grupo de montanhas e que dá nome ao parque nacional Torres del Paine, a 3.050 metros.

Apesar de sua quota em termos absolutos ser moderada, o frio de 30 graus centígrados abaixo de zero (22 abaixo de zero Farenheit) e os ventos de 100 quilômetros por hora (62 milhas, aproximadamente) fizeram com que este empreendimento fosse bastante arriscado.

De acordo com uma reportagem do jornal El Mercurio, esta subida é tão complexa que antes do último dia 17 de agosto somente dois grupos de esportistas estrangeiros (italianos em 1957 e uma dupla franco-argentina em 2000) haviam conseguido concretizá-la.

Com uma tentativa falida em 2010 –quando chegaram a 90 metros do cume-, os excursionistas disseram haver aproveitado a estabilidade climática do inverno austral para sortear os desníveis e os caminhos de gelo.

Camilo Rada comentou ao matutino de Santiago que o grupo concentrará seus desafios no extremo sul do Chile: “As regiões de Aysén e de Magalhães estão repletas de montanhas que não têm nome e que abrem muitas opções para este esporte".

Seu colega Sebastián Irarrázaval acrescentou que “a tendência do montanhismo mundial deve se centrar neste lugar. Apesar de não serem picos muito altos são bastante complicados e requerem de muita técnica, o que os torna um grande desafio para os amantes desta disciplina".

Além disso, o esportista afirmou que o plano para 2012 será conquistar o monte Sarmiento (2.246 metros), que foi qualificado pelo naturalista britânico Charles Darwin, como “o espetáculo mais sublime de Tierra del Fuego , a meados do século XIX.

Imagens: cortesia Turismo Chile