Filme oficial sobre o resgate

Produtor de Hollywood quer os mineiros nos Oscar e em Cannes

Mike Medavoy se impôs como desafio para o longametragem, mostrar as particularidades do Chile que permitiram o bem-sucedido salvamento.

viernes, 14 de octubre de 2011  

De visita pelo Chile, o produtor do longametragem oficial do resgate dos 33 mineiros em Atacama, Mike Medavoy, admitiu suas aspirações de ter a fita concorrendo tanto aos Oscar quanto em Cannes, apesar dos prazos prementes.

“Eu acredito que vai ser impossível (chegar aos Oscar), mas tentarei fazer um bom filme que qualifique a Cannes”, afirmou em Santiago durante um passeio pelo liceu Valentín Letelier, do qual foi aluno a meados do século passado.

Emocionado, o também co-fundador de Orion Pictures inaugurou no estabelecimento educacional da comuna de Recoleta uma placa que recordará sua passagem pelo país entre 1947 e 1957, enquanto sua família buscava refúgio da Segunda Guerra Mundial.

“A impressão que tenho é que representam o povo chileno, que existe uma dignidade e um esforço pelo trabalho. Todo mundo quer uma vida melhor para si mesmo e para a sua família e isso é importante transmiti-lo, porque isso saiu do coração deles", disse.

Com experiências recentes em A ilha sinistra ou O cisne negro, o norte-americano adiantou que a fita tentará passar a experiência de estar mais de dois meses debaixo da terra, a incerteza dos familiares na superfície e a bem-sucedida operação de resgate.

“É importante fazer uma história humana, porque um filme centrado unicamente no que sucedeu na mina não seria interessante para o resto do mundo. Há que mostrar no que o Chile é especial. A ideia é fazer um filme no Chile mas que seja para todos”, acrescentou.

Medavoy foi acompanhado durante o seu percurso pelo mineiro Daniel Herrera e pelo ministro de Mineração, Hernán de Solminihac, para quem a realização cinematográfica “é importante para o Chile porque esta foi uma situação digna de se transformar em um filme”.

“Nesse sentido, podemos mostrar ao mundo como o trabalho em equipe, a ajuda internacional e o esforço de todos puderam realizar o resgate dos mineiros”, comentou a autoridade na prévia do primeiro aniversário da proeza, ocorrida dia 13 de outubro.

img_banner