Concurso da Fundación Imagen de Chile

Ganhadora do ChileQuiz! na China relata sua viagem pelo Chile

Durante 11 dias, Xiaohang Feng junto com a sua amiga Siying percorreram a ilha de Páscoa, San Pedro de Atacama e Santiago.

miércoles, 30 de noviembre de 2011  
Ganadora del ChileQuiz! en China relata su viaje por Chile

Durante onze dias, a mais de 18 mil quilômetros do seu país natal a China - literalmente do outro lado da Terra - a executiva bancária Xiaohang Feng percorreu uma parte do Chile graças ao concurso ChileQuiz!, um jogo com milhares de perguntas sobre geografia, história e cultura nacional.

Originária da cidade de Hangzhou, ao sudoeste de Shanghai, Xiaohang foi a vencedora no seu país do concurso realizado pela Fundación Imagen de Chile, cujos prêmios são viagens a lugares como o deserto do Atacama ou a Patagônia.

Acompanhada pela sua amiga e colega de universidade Siying Huang, o primeiro destino na América do Sul foi Rapa Nui, onde passaram quatro dias.  “A ilha de Páscoa é perfeita para a gente relaxar. A costa é linda: imaginem almoçar peixe e vegetais frescos em um restaurante com vista ao mar”, conta.

Também recorda bastante a amabilidade de seus habitantes: “Caminhando pela ilha nos perdemos e umas pessoas nos deram uma carona de carro. E não foi só isso... também nos deram alfajores e uma fruta local chamada goiaba!”.

A próxima parada foi San Pedro de Atacama, um povoado localizado no lugar mais seco do mundo. Aí percorreram as numerosas atrações nos arredores desta localidade, como o vale da Lua e os gêiseres do Tatio.

"O Atacama possui paisagens naturais impressionantes. A gente pode ficar observando o amanhecer no deserto e sentir o pulsar da terra!", destaca a ganhadora do ChileQuiz!

O que chamou bastante a atenção de sua amiga Siying foi a simpatia dos habitantes, além de “as frutas frescas, as pequenas lojas de artesanato, os restaurantes e a formosa igreja do vilarejo”.

Antes de voltar à China, Xiaohang e Siying passaram dois dias na capital. “Santiago é uma cidade com grande feeling. Algumas áreas são realmente românticas: caminhar por suas ruas sob um sol radiante é uma experiência fascinante”, relata Xiaohang.

Na cidade aproveitaram para fazer compras, tomar sorvete e jantar em Los buenos muchachos, um tradicional restaurante do centro da cidade onde também dançaram cueca e bailes da Ilha de Páscoa.

O que vocês mais gostaram? Das misteriosas estátuas chamadas “moáis” da ilha de Páscoa, das paisagens desérticas do Atacama e do suco de chirimoya -uma fruta originária da América do Sul- misturada com suco de laranja que localmente se conhece como “chirimoya alegre”.

De volta a Shanghai, ambas garantem que recomendarão a seus amigos que visitem o Chile, mas não sem antes aprender um pouco de espanhol para estimular a comunicação além de terem dólares norte-americanos , já que em um país tão longe obviamente não se usa o cartão China UnionPay.

img_banner