Reserva da biosfera

Após o controle do incêndio, reabrem parcialmente Torres del Paine

Desde o dia 4 de janeiro está habilitado cerca de 80% do parque nacional encravado na Patagônia do Chile.

jueves, 02 de febrero de 2012 Categoría: DestinosTop
Reabren parcialmente Torres del Paine tras control de incendio El Presidente Piñera agradeció la ayuda de brigadistas de Argentina y Uruguay en el combate del fuego que consumió 14.500 hectáreas.

Após conseguir controlar as chamas que afetaram 14.500 hectares, o Presidente Sebastián Piñera anunciou no dia 04 de janeiro a reabertura parcial do parque nacional Torres del Paine, localizado na Patagônia do Chile, a 2 mil quilômetros ao sul de Santiago.

A área habilitada compreende ao redor de 80% da superfície total do recinto, declarado reserva da biosfera pelas Nações Unidas e que é visitado por 150 mil pessoas a cada temporada, especialmente durante o verão austral, que se estende entre dezembro e março.

Segundo detalhou o mandatário, isso corresponde a 100 mil hectares às quais se poderá ingressar pelas guaridas de Laguna Amarga e Laguna Azul. Da mesma maneira, informou que o povoado de Serrano também estará “plenamente acessível e habilitado”.

Piñera especificou que quatro dos seis focos já foram controlados e os dois restantes estão “em etapa de controle”, e que a parte arrasada pelas chamas –a cujo combate acudiu 800 pessoas- correspondeu a somente 6% do total do parque nacional. Desta área, dois terços foram de estepes e pradeiras, enquanto o restante foi de bosque nativo.

“Agradeço a ajuda de países amigos, como a Argentina e o Uruguai.  Temos todos os helicópteros e aviões necessários que estão operando com muita dificuldade, devido às condições climáticas”, sentenciava o governante no início de janeiro.

Especialistas lamentaram a destruição, por efeito das chamas, de espécies arbóreas de entre três e quatro séculos de antiguidade, as quais poderiam levar ao redor de 150 anos em se recuperar. De todas maneiras, explicaram que o Chile tem experiência em reflorestamento.

Justamente para colaborar nesse processo foi que o governo de Israel ofereceu recursos humanos e técnicos, além de descartar assistência legal para o cidadão hebreu imputado de iniciar o incêndio, Rotem Singer.

No comunicado veiculado pela rádio Cooperativa, as autoridades israelenses se comprometeram de enviar uma “missão de peritos em arborização” e também “mudas de árvores para a reabilitação do parque”.

Depois de expressar sua “solidariedade com o povo chileno”, Israel recordou que “também viveu uma catástrofe semelhante no ano passado nos bosques do Carmel e a dolorosa lembrança disso realça ainda mais o nosso sentimento”.

Imagem: gentileza Ministério da Defesa

img_banner