Durante a sua passagem pelo Chile, o Dakar 2013 regressará a Calama e a La Serena

Além da já anunciada chegada em Santiago, também se confirmou a presença da caravana em Arica e Copiapó.

viernes, 27 de abril de 2012  
Dakar 2013 regresará a Calama y La Serena en su paso por Chile

Em 2013, as cidades chilenas de Arica, Calama, Copiapó, La Serena e Santiago receberão a quinta versão na América do Sul do rali Dakar Peru-Argentina-Chile, que será realizado entre os dias 5 e 20 de janeiro e pela primeira vez terá a largada em Lima e a chegada em Santiago.

“O Peru, a Argentina e o Chile serão explorados de norte a sul e oferecerão ao Dakar um ângulo de ataque diferente do litoral do oceano Pacífico, das dunas de Atacama e dos relevos da cordilheira dos Andes”, comentou o diretor da prova, Etienne Lavigne.

Segundo o máximo responsável esportivo desta prova, “longe de ser um tranquilo passeio à beira-mar, o caminho entre Lima e Santiago estará repleto de dificuldades que transformarão o percurso em uma corrida frenética e apaixonante, para que, com isso, o excepcional continue sendo a norma”.

Para Lavigne, a decisão de instalar a chegada e o pódio em Santiago permite prognosticar “um elevado padrão de organização e um evento de alta qualidade”. “Esperamos que seja uma grande festa e acredito que será um sucesso popular sem precedentes”, concluiu.

Estima-se que o Dakar 2013 reunirá mais de um milhão e meio de pessoas na capital. De fato, os fãs poderão ver bem de perto os veículos no acampamento que será instalado no parque O´Higgins, o mesmo do Lollapalooza, e no pódio, que terá como pano de fundo La Moneda, a sede do Poder Executivo.

Por isso, o vice-ministro chileno de Esportes, Gabriel Ruiz Tagle, garantiu que “este vai ser o ‘Dakar do povo’, pois as grandes cidades e os centros povoados do país vão se aproximar. É uma oportunidade única de trazer o público para mais perto desta linda prova esportiva que é considerada a mais importante de classe mundial que se realiza no Chile”.

O Dakar 2013 começará no dia 5 de janeiro com a prova especial entre Lima e Pisco, para avançar sucessivamente em direção ao sul atravessando as cidades peruanas de Nazca e Arequipa. No dia 9, a caravana cruzará a fronteira em direção à cidade chilena de Arica, de onde se correrá no dia 11 a primeira de três especiais em solo chileno até Calama, epicentro da produção de cobre.

Logo depois de passar pelas províncias argentinas de Jujuy, Salta, Santiago del Estero, Córdoba,Catamarca, La Rioja e Tucumán, a corrida retornará ao Chile no dia 17 de janeiro. Para os dias seguintes, estão programadas as especiais de Copiapó - La Serena (18) e de La Serena-Santiago (19). Finalmente, no domingo, dia 20 se efetuará a cerimônia de premiação em Santiago.

Imagem gentileza Frederic le Floch / DPPI

img_banner