O programa de inovação Start-Up Chile bateu recorde de solicitações

Candidatos de 71 nacionalidades aspiram a 100 bônus de US$ 40 mil e vistos para realizar empreendimentos desde o país. 

martes, 24 de julio de 2012  
Récord de postulaciones tuvo programa de innovación Start-Up Chile

O programa de empreendimento em inovação Start-Up Chile recebeu um recorde de 1.509 solicitações para 100 vagas por um capital de iniciação de US$ 40 mil para cada um e um visto de trabalho por um ano no Chile.

O quinto processo de admissão ao programa liderado pela agência estatal Corfo fechou com projetos de 61 países e com mais do dobro de candidatos que o anterior.

Sem contar os aspirantes locais, os países com mais solicitações foram Estados Unidos (12%), Argentina (6,6%), Brasil (4,9%), Índia (4,9%), Peru (3,3%), Espanha (2,7%) e Canadá (2,2%).

Romenos, estonianos, filipinos, poloneses, somalis, vietnamitas, marroquinos e azerbaijanos se encontram entre os candidatos de 71 nacionalidades e todos são ex-alunos das mais prestigiadas instituições educacionais do mundo.

17,9% das solicitações procuram o seu desenvolvimento nas redes sociais, 14,2% propõem dedicar-se ao comércio eletrônico e 13% se enfocam nas tecnologias da informação e em software corporativo.

“Graças ao fato de o ecossistema local estar se fortalecendo, o empreendimento a partir do Chile pode ter impacto global”, garantiu Horacio Melo, o diretor executivo de Start-Up Chile, que entregará os resultados no dia 31 de agosto.

O programa tem como objetivo atrair empreendedores em sua fase inicial e de alto potencial para que desenvolvam suas startups usando o Chile como uma plataforma para ter acesso a uma comunidade global e situar o país como polo de inovação e empreendimento na América Latina.

Imagem: cortesia Pontifícia Universidade Católica do Chile

img_banner