Chilenos concebem terapia de alto desempenho contra o câncer de mama

Tratamento de baixo custo elaborado pela equipe da Universidade de Santiago poderia ser implementado em 2012.

miércoles, 01 de agosto de 2012  
Chilenos idean terapia de alto desempeño contra el cáncer de mama

Um grupo de cientistas chilenos da Universidade de Santiago (Usach) desenvolveu uma terapia efetiva e de baixo custo para aliviar pacientes com câncer de mama avançado.

Trata-se de uma vacina que reforça o sistema imunológico e freia a metástase, com o qual “pode prolongar e melhorar a qualidade de vida das pessoas”, segundo a bioquímica Ximena López.

De acordo à informação do jornal La Tercera, a mistura de extratos de células do câncer de mama misturados com dois medicamentos permite ao sistema imunológico reconhecer o tumor, dirigir-se a ele e atacá-lo eficazmente.

Atualmente, os pesquisadores trabalham na extração das mostras para a obtenção de células tumorais através de uma técnica própria, para logo inoculá-las.

O início dos estudos clínicos está programado para o final de 2012, quando será administrado em mulheres internadas no hospital Barros Luco-Trudeau, que pertence à rede pública de saúde em Santiago.

A bioquímica Ximena López detalhou a La Tercera que serão aplicadas quatro doses, com duas semanas de distância entre cada inoculação, em pacientes que estejam em estados avançados de câncer e que sejam positivos a HER2 e triplo negativo, as duas formas mais agressivas deste tipo de mal.

“Queremos que seja uma cura efetiva e que possamos incorporá-la aos tratamentos que existem atualmente. A aposta é que não seja uma terapia estrita e que seja acessível às pacientes”, complementou o especialista em neuroimunologia Claudio Acuña, também pesquisador do Departamento de Biologia da Usach.

De acordo aos antecedentes desse mesmo jornal, no Chile são diagnosticados até 4.000 casos cada ano e ao redor de 1.200 mulheres morrem cada temporada por causa do câncer de mama.


img_banner