O FMI coloca o Chile entre as 50 maiores economias do mundo

O organismo prevê que até 2014 o país ultrapassará o umbral dos US$ 20 mil no seu PIB per capita. 

martes, 23 de octubre de 2012  
FMI ubica a Chile entre las 50 mayores economías del mundo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) colocou o Chile entre as 50 maiores economias do mundo, assim que corrigiu o aumento da projeção realizada em abril, de US$ 17.974, e fez a nova estimativa do seu PIB per capita para este ano em US$ 18.354.

Dessa maneira, na América Latina o Chile se aproximaria da Argentina (US$ 18,2) e se afastaria de nações como o Uruguai (US$ 15,8), o México (US$ 15,3), o Panamá (US$ 15,3), a Venezuela (US$ 13,2) ou o Brasil (US$ 12), segundo a versão do jornal El Mercurio de Santiago.

No seu relatório Perspectivas da Economia Mundial, o organismo também prevê que até 2014 o Chile será o único país da região a superar o umbral dos US$ 20 mil no seu PIB per capita.

El Mercurio apontou que dita barreira "é considerada por alguns analistas como o umbral para ingressar no clube dos países desenvolvidos, porque permite melhorar uma série de indicadores sociais”.

Finalmente, o FMI elevou a sua projeção de crescimento para a economia chilena de 4,3% a 5% para 2012, alinhada com a última pesquisa do Banco Central, que a ajustou de 5% a 5,1%.

Imagem: cortesia Pedro Peanno

img_banner