Santiago está entre as cidades da América Latina mais buscadas em internet

A capital chilena é a predileta dos europeus, logo depois de Buenos Aires, São Paulo, Rio e Lima.

jueves, 06 de diciembre de 2012 Categoría: Turismo - Referências Mundiais
Santiago, entre ciudades de América Latina más buscadas en internet

Por Nadia Cabello*

O que procuram os latino-americanos na Europa e o que os europeus querem saber da América Latina e do Caribe. Essa foi a pergunta feita pelo Instituto de Prospectiva Internacional e, para respondê-la, analisou mais de 273 milhões de interações em internet entre setembro de 2011 e o mesmo mês de 2012.

A análise das buscas que os usuários latino-americanos e os europeus realizam arrojou, por exemplo, que Santiago está entre as cinco cidades sobre as quais os habitantes da União Europeia mais indagam atrás de Buenos Aires, São Paulo, Rio de Janeiro e Lima. No 28° lugar da lista aparece também Valparaíso.

Já no caso das cidades europeias que os latino-americanos mais buscam, a lista é encabeçada por Madri,  Barcelona,  Paris, Roma e Londres. "Ambas as regiões se olham e existe um interesse recíproco que parece crescer a cada dia", explicou o diretor do Instituto de Prospectiva Internacional, Juan José García de la Cruz.

Os dados extraídos pela instituição deram forma ao primeiro Atlas de interesses entre a União Europeia e a América Latina e o Caribe. Nele ficou em evidencia, por exemplo, que 76% dos interesses dos cidadãos latino-americanos se concentram na Espanha (29,7%), na França (17,7%),na Itália (15,7%) e na Alemanha (13,8%).

Por outro lado, quando se observa no sentido contrário do Atlântico, nenhum país latino-americano aparece com mais de 10% de interesse por parte dos europeus. As nações mais procuradas são o Brasil (7,7%), o México (6,8%) e a Argentina (4,7%). O Chile aparece em sexto lugar, superado pela Jamaica e pela Colômbia, na mesma proporção.

Agora, quando se observam os meios de comunicação europeus, os temas da América Latina que mais têm presença são os vinculados a relações internacionais, economia e finanças, cultura e sociedade.

Por outro lado, nos noticiários americanos as relações internacionais, a economia, o comércio e a institucionalidade da União Europeia são os tópicos que despertam mais interesse.

Mas existe um âmbito em que não existe tanta reciprocidade. Enquanto o conceito de União Europeia está totalmente assentado na opinião pública da América Latina e do Caribe - 97% das notícias da região quando se refere à Europa menciona a agrupação-, o conceito de América Latina quase não existe e aparece somente em 3% das notícias americanas que são difundidas na Europa.

O atlas de interesses entre a União Europeia e a América Latina e o Caribe foi divulgado ontem no I Congresso EU-LAC, uma das atividades preparatórias para a Cúpula Celac-UE que será realizada em Santiago em janeiro de 2013 e reunirá mandatários de ambas regiões.

A primeira jornada de apresentações do congresso contou com a participação do ministro chileno de Relações Exteriores, Alfredo Moreno, que destacou a importância do estudo "que será insumo para a cúpula do próximo ano, que por sua vez será um encontro dos nossos chefes de Estado e o Governo para estabelecer uma relação renovada e para ampliar e aprofundar os vínculos entre ambos blocos regionais".

*Fonte: jornal El Mercurio de Santiago

Imagem: gentileza Pedro Peanno


img_banner