Meio ambiente

O Chile cresce e se desenvolve cuidando o ecossistema. Em seu privilegiado território se encontram oito reservas mundiais da biosfera.

martes, 03 de agosto de 2010  
Ballena Azul Ballena Azul (Photo:Nomads Of The Seas)

A costa do Chile está protegida contra a caça de baleias. Estes gigantes do mar nadam livremente pelas águas nacionais e podem ser admirados especialmente no litoral que rodeia a ilha de Chiloé. Iniciativas similares favorecem o cuidado das diversas espécies do bosque nativo, sendo uma o alerce, a segunda espécie mais antiga do planeta e que no país preserva árvores de até 3.500 anos.

Vinte por cento do território nacional estão protegidos por lei. A conservação da beleza e diversidade da flora e da fauna é prioridade do Estado, em um esforço que compartilham com a Organização das Nações Unidas, ONU. Através da Unesco, oito pontos estratégicos do país foram declarados reservas mundiais da biosfera. Entre estes se encontram parques e reservas; o arquipélago de Juan Fernández, localizado a 650 quilômetros mar adentro; a lagoa San Rafael e Torres del Paine. O Chile assume um papel principal na defesa do meio ambiente e tem acordos e compromissos com diversas nações do mundo.

O fenômeno do aquecimento global dá um novo estímulo à responsabilidade assumida por Chile. Trata-se de proteger os recursos naturais e cuidar a flora e a fauna, consciência compartilhada com outras nações do mundo. A ameaça da poluição urbana nas grandes cidades demanda a mesma dedicação, que é enfrentada com medidas preventivas e paliativas. 

O Congresso Nacional considerou a criação do Ministério do Meio Ambiente para substituir a Comissão Nacional do Meio Ambiente (Conama), entidade governamental encarregada do tema.

A Presidente Michelle Bachelet apresentou um plano de ação nacional vigente até 2012, que abrange os impactos da mudança climática; ações para mitigar as emissões de gases de efeito estufa e a criação e fomento de capacidades para abordar o problema.