Conquista inédita do esporte chileno

Chilena Denisse van Lamoen é campeã mundial em tiro com arco

Triunfo conseguido na Itália não tem comparação para o país no âmbito das disciplinas olímpicas e menos ainda na esfera profissional.

miércoles, 20 de julio de 2011  

A chilena Denisse van Lamoen ganhou o Campeonato Mundial de Tiro com Arco disputado em Turim (Itália) na categoria Arco Recurvo, da qual participaram 148 representantes de 62 países.

Após garantir uma vaga para o Chile nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 ao chegar às semifinais, a esportista nascida na cidade de Arica se impôs em última instância à georgiana Kristine Esebua por 6-2.

A chilena que estava no 36º lugar do ranking da Federação Internacional de Tiro com Arco (FITA), anteriormente já havia eliminado a francesa Berengere Schuh (16º), a georgiana Kathuna Narimanidze (12º), a norte-americana Khatuna Lorig (20º) e a chinesa Chieh-Ying Le (4º).

“Ainda me custa acreditar. Olho para esta taça maravilhosa, olho as medalhas e é tão difícil encontrar as palavras quando a gente se sente feliz e cumpre um sonho ou mais que um sonho. Isto me enche de uma felicidade que não sou capaz de descrever com palavras”, declarou a campeã.

Treinada por Christian Medina e sob a supervisão do novo head coach nacional, o alemão Martin Frederick, Denisse tem como próximo objetivo o ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara 2011.

Marca histórica para o Chile

Segundo confirmou o Comitê Olímpico do Chile (COCH), o triunfo de Denisse van Lamoen não tem nenhuma comparação para o país no âmbito das disciplinas olímpicas, pois previamente estavam registrados somente os ouros no tiro ao voo em 1965 e 1966 de Juan Enrique Lira (fosso) e Jorge Jottar (skeet).

No entanto, na era profissional do esporte mundial, onde os atletas apresentam dedicação absoluta e profissional, o Chile ainda não havia conquistado títulos mundiais nas disciplinas do programa olímpico.

O mais próximo ao conquistado pela atiradora com arco havia sido o ouro da arremessadora de peso Natalia Ducó (2008), só que na série juvenil. E na categoria adulto foram o sétimo lugar do ginasta Tomás González no solo (2009) e o nono lugar nos 800 metros da nadadora Kristel Köbrich (2009).

Quanto aos esportes não olímpicos, brilham os seis títulos do velejador Alberto “Tito” González em lightning e Etchells; o ouro do karateca David Dubó (2008) e a joia dourada dos remadores Miguel Cerda e Christian Yantani no dois sem timoneiro (2002).

Para ver os resultados completos, visite o seguinte vínculo externo

img_banner